domingo, 8 de julho de 2012

Não quero que sejas o meu cobertor..
quero que sejas a minha tela em branco...
para..com a minha lingua...
colorir-te..com a minha paixão...
pintura abstracta dos nossos desejos...
onde te pinto..com os meus dedos...
onde suspiras..de emoção..
(Cris Anvago)