segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Cada vez que fecho os olhos para dormir
Deixo de olhar para ti
Para olhar para dentro de mim
Onde serenamente te encontro
Cris Anvago
Sou uma pintura abstracta
Onde cada pessoa 
Sente-me á sua maneira
Vê-me e decifra-me
Á luz da sua alma
Cris Anvago
Num papel em branco
Escrevi tudo o que sentia
Mas as letras eram invisíveis
Só podia compreendê-las
Sentir...nitidamente e vê-las
Quem as lesse com o coração
Para todos os outros
Apenas um papel em branco...
Cris Anvago
Provoca-me...
Murmura nos meus seios
Beijos quentes
Viaja pelas minhas curvas
Perde-te nos teus sentires
Loucamente prova-me...

Provoca-me...
E vais encontrar-me
No mais fundo da tua alma
A dançar no teu coração
Até o teu corpo se tornar chuva
Provoca-me...
E serás tempestade e fogo !
Provoca-me...
E vais querer 
provocar-me
Até amanhecer
Cris Anvago
Se o meu olhar é luz
O teu corpo é fogo
Se as minhas mãos são brisa em ti
O teu sorriso é sol
Gosto de admirar o teu rosto
Alegre e tranquilo
E no teu corpo leio
flutuo...arrepio...
Cris Anvago
Se o meu olhar é luz
O teu corpo é fogo
Se as minhas mãos são brisa em ti
O teu sorriso é sol
Gosto de admirar o teu rosto
Alegre e tranquilo
E no teu corpo leio
flutuo...arrepio...
Cris Anvago
Estás nas nuvens do meu imaginário
Nas estrelas do meu pensamento
Na lua do meu sonho

Estás no sol do meu corpo
No fogo dos meus beijos
No mar dos meus abraços

Sempre Estás em mim...
Cris Anvago
Quando sorris iluminas o meu corpo
Fico sol
Sou capaz de te aquecer
Com um simples olhar
Toques suaves
E sinto-te mar
Cris Anvago
Quero que o meu corpo descanse no teu
Um descansar profundo 
Dos meus sentires em ti
Onde as nossas emoções voem
Suaves e serenas como uma brisa
Envolvo o teu corpo docemente
Beijo-te o coração
Estou aqui meu amor !
Cris Anvago
Quando o desânimo se apodera de nós
Sentimos duas mãos invisíveis nos ombros
Que nos empurram para baixo
Até curvarmos o nosso corpo
Os nossos olhos fixam o chão
E as forças esvaiem-se...
Cris Anvago
Pareço ser forte...mas sou tão frágil...(Cris Anvago)
Quero dedilhar a mais bela melodia de amor no teu corpo
Sou pianista...em ti...
Cris Anvago
Toquei com os meus dedos a tua imaginação
Soltaste um suspiro
Rodopiaste pelo céu
Tocaste as estrelas
Deitaste o teu corpo na lua
Viajaste no tempo
Foste passado...presente...futuro...
Ilimitados os teus desejos
Sou sol em ti
Mar revolto
Melodia
A tua imaginação tornou-se oceano
Inundou o meu corpo
Fiquei vestida de mar e fantasia

(Cris Anvago)

domingo, 20 de janeiro de 2013

Se fores gaivota eu serei o vento que te ajuda a voar 
(Cris Anvago)
Saudade é como um alfinete cravado na pele...chora o coração...e o corpo sangra de dor...
(Cris Anvago)
Admiro as tuas mãos
Sei que elas vão acariciar o meu corpo
Vou sentir toda a paixão que existe em ti...
Ofereço as minhas mãos á tua pele
Para que expressem todo o desejo que existe em mim...
Cris Anvago
Amar-te é ver nascer o sol nascer em pleno Inverno...
É sorrir para ti...e ver a tua alma bela...
É querer existir sempre contigo na minha vida...
(Cris Anvago)
Gosto de te abraçar
Sentir o teu coração juntinho ao meu
ouvi-lo segredar palavras de amor
Gosto de sentir o calor do teu corpo no meu
Vibrar contigo num suave e longo beijo
Gosto amor
Gosto de te amar
Cris Anvago
Quero-te sempre em mim
Respirar-te
Sentir-te
Só assim sei amar-te
Cris Anvago
Gosto de pensar-te...adoro sentir-te...mas maravilhoso e belo..é amar-te...(Cris Anvago)
Hoje 
Olhei para o mar
Imaginei o teu corpo
Nas ondas suaves
O teu beijo profundo
Línguas que nadam sem se cansar
Abraçam-se com loucura

Olhei para o mar
E senti o teu corpo a saber a sal
Segurei a pérola
Dentro da sua concha
Bem no fundo do mar
Brinquei com a estrela
Fiz castelos de areia 
Só para ti
Vi á beira-mar
Uma concha brilhante
Coloquei dentro dela a minha paixão
E ofereci-te
Hoje
Admirei e brinquei no mar
De ti
Cris Anvago

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Não quero tudo


Apenas desejo

Saborear o mundo ao teu lado

Viver-te e Amar-te

Somos o mundo

Aquele que é especial

Onde se sente tudo num abraço

E um beijo pinta o céu de estrelas

Apenas isso...

Cris Anvago
Deixa-me percorrer os teus sentidos


Passear nos teus sonhos

Perder-me no teu corpo

Beijar os teus desejos

Namorar-te em delírio

Ser eu em ti amor

Cris Anvago
A tua pele seda dança nos meus dedos


Acompanho a tua dança de amor

Que é a minha

Cris Anvago
Os meus silêncios


Gritam as minhas alegrias

E as minhas tristezas

Descobre-os nas minha voz

Decifra-os no meu olhar

Cris Anvago
O meu coração acelera sempre que te penso


Voa quando te abraço

És a estrela que brilha em mim

Quando te beijo

Cris Anvago
Que sejas sempre como és


Sorriso traquina

Lábios sensuais

Que gostam de brincar com os meus

A tua inocência

Força e persistência

A tua meiguice

O teu doce amar

O brilho em ti

És estrela brilhante

Sonhas e lutas sempre

Cativaste o meu coração

Fazes parte de mim

Admiro-te minha paixão

Amo-te sempre

Cris Anvago