quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Cada beijo meu em ti amor...
é como se fosse sempre o primeiro...
saboreio-te...intensamente
beijo-te...suavemente
Os nossos beijos são únicos
sempre diferentes
como uma melodia
sempre tocada de diferentes maneiras
que ouvimos...sentimos...diferente...
e que por isso é bela...
Os nossos beijos são danças sensuais
em que os nossos lábios se tocam...saboreiam...
e as nossas linguas dançam...
E os nossos corações ficam descompassados...
(Cris Anvago)
Os meus dedos percorrem os teus ombros
devagar....sem pressa
Quero tatuar na tua pele suada...
...todos os nossos beijos...abraços...carinhos...
Quero ficar em ti até á eternidade de nós...
Lamber o teu sal...
...que condimenta o nosso desejo
Descer...até bem fundo da tua imaginação
Subir...até ao céu e tocar a estrela que mais cintila em ti
Brilhas...Renovas-me...Provo-te...Bebo-te...
És o meu vinho branco gelado...
...que acompanha a nossa refeição de amor
Quero lambuzar-me...e beber-te até á última gota...
Ficar abraçada...a ti...meu amor...
(Cris Anvago)
És nuvem
onde dança o meu corpo
e se afunda o meu coração em ti
(Cris Anvago)
Coloca o teu corpo coladinho ao meu...e desliza...no nosso mar...(Cris Anvago)
Aprisiono o teu corpo com as minhas mãos
para ele se soltar de prazer
Beijo profundamente a tua boca
Para sentir o teu suspiro
Estou em ti
para te sentir estremecer
Abraço-te
quando explodires de paixão
Fico em ti
para que me sintas sempre tua
(Cris Anvago)
Fazes festas na minha cabeça
sinto os teus dedos brincarem com os meus caracóis rebeldes
que se acalmam com as tuas carícias
(Cris Anvago)
O sol queima o meu corpo...mas os teus lábios refrescam-me o coração...
(Cris Anvago)
Faço amor contigo
entre gestos suaves e intensos
silêncios que envolvem o meu corpo
...e deixam o teu corpo falar
transpirar todo o desejo...
Sinto na tua dança o prazer que nasce em ti
profundo..irrequieto..
que se espande em mim em aromas divinais...
Navego-te...ando a sobrevoar as tuas emoções..
Quero ver o teu lado selvagem
Sentir o Teu corpo ser Oceano
em ondas gigantes de prazer...
Mergulho..Danço..
E sempre quero navegar mais
Para que me sintas em ti
como eu te sinto em mim...
Meu amor...
(Cris Anvago)
Quero ver-te com as minhas mãos que te acariciam
Beijar-te com o meu olhar
Amar-te com o meu coração
(Cris Anvago)
Quando estou triste
fecho-me em mim
penso...penso...
até chegar sempre á "brilhante" conclusão :
não vale a pena estar triste por certas coisas pequeninas
E..sorrio para quem me sorri
Sorrio para quem me Ama
Amo....sempre muito...
Se estou triste...
Fecho os olhos..vejo os teus..e sorrio...
(Cris Anvago)
O teu corpo é melodia
colado ao meu
fazemos uma canção de Amor...
onde as minhas palavras se espalham e se juntam...
nas notas intensas que nascem de ti...
(Cris Anvago)
O sol acaricia a minha pele...que aquece..quando te penso..sinto..
(Cris Anvago)
E..quando te sinto triste...
guardo todas as minhas tristezas para outro dia...
Ofereço-te o meu sorriso...embrulhado num abraço...
Beijo-te...até te ver sorrir...
(Cris Anvago)
O teu cabelo...suave
O teu pescoço..cheiro teu
O teu ventre..desejo meu
O teu suspiro..vibra no meu
As tuas coxas..enlaçadas nas minhas
Os teus pés..misturados com os meus
Os meus braços...tuas costas minhas
O teu beijo..linguas nossas

A tua alma..voa com a minha
A minha imaginação...dança louca no teu corpo
A minha verdade..dentro de ti
O teu sorriso...meus olhos brilhantes
O teu grito fundo...corpo que estremece

A tua tranquilidade..conquistei o teu mundo
(Cris Anvago)
Quero pegar na tua mão
e conduzir-te pelo meu corpo
para que me sintas
(Cris Anvago)
Ás vezes...
as palavras são mal interpretadas...
mas os beijos não...
prefiro beijar...em silêncio
...nunca existem falsas interpretações...
(Cris Anvago)
Quero que o teu sorriso entre em mim...
E me faça rir de prazer...
(Cris Anvago)
Amor profundo...melodioso...dançarino...oceano...grito á lua...(Cris Anvago)
No meu olhar podes ver...
A sensibilidade do meu sentir
A profundidade do meu amar
A delicadeza do meu toque

No meu olhar podes ver...
A intensidade com que te amo...
(Cris Anvago)
Abraço-te
estremeces

Beijo-te
saboreias

Toco-te
és mar

Danço-te
és oceano

Mergulho em ti
és prazer...gemido...explosão..

Maravilhoso
Amar-te...
(Cris Anvago)
Olho pela janela
rua deserta
nevoeiro
ninguém
tristeza..

Fecho os olhos
o teu olhar luminoso
o teu sorriso
alegria..
(Cris Anvago)

sábado, 15 de setembro de 2012

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

domingo, 9 de setembro de 2012

ÉS O MEU LIVRO

És o livro que leio sempre
Não tenho hora para te ler

Páginas que escorrem emoção..amor..desejo..
Onde me delicio e me perco...
Onde me encontro..nas tuas palavras..
nos desejos do teu corpo..
Palavras cheias de interrogações...incertezas...
Que me prendem e onde me revejo

Páginas com silêncios dolorosos..
Onde sofro e te entendo..sinto..e compreendo

Interrogações que abafam o teu choro..
Numa palavra...SÓ...
Interrogações que me magoam...também..
por não conseguir transformá-las em exclamações
de alegria...tranquilidade...prazer...

Livro És...
Mistério...
Amor...
Doçura...
Corpo selvagem no Amor...
Corpo pleno de sentires no Amar...

Leio-te...
Releio-te...
desfolho-te..com paixão..
Bebo as tuas palavras e sentires..com emoção...

És...
O livro que sempre leio...e não me canso...
E..ao ler-te...sempre te Amo...
(Cris Anvago)

ESCREVO...SINTO...

Escrevo o que sinto
Não importa se rima ou não
emoções não rimam...sentem-se
escrevo ao sabor do sentimento que me invade
quando o pensamento voa e entro noutra dimensão
e penso...
em tantos toques suaves
beijos intensos

Escrevo o que sinto e sinto
o teu murmurar em palavras sem nexo
oiço o teu corpo que chama pelo meu
as palavras correm
e o teu sentir escorre em mim
como cascata fresca
no meu corpo quente de sol
as palavras são como água
no pequeno caderno que sou
ficam irreconhecíveis
não se conseguem ler
só tu as sentes
só eu as vivo
todas as palavras..em ti..em mim..escorrem..de amor

Escrevo o que sinto
e...só nós conseguimos ler..porque as vivemos
ficaram frases de prazer nos nossos corpos
invisíveis para os outros

Escrevo o que sentimos meu amor..

(Cris Anvago)
Adoro
quando o meu corpo nu desliza no teu
sentir o teu pulsar de desejo em mim

Adoro
tocar-te..sentir-te..ouvir-te..
murmurar palavras sem sentido junto do teu ouvido
a minha lingua beijar a tua orelha

Adoro
quando gemes de prazer e os teus olhos brilham
sentir-te mar
o teu corpo estremecer quando estou em ti

Adoro
amar-te á luz das estrelas que sorriem para nós

(Cris Anvago)

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Quero mergulhar no teu sorriso
tocar o teu olhar
ser brisa suave no teu corpo
sol...e mar...no teu sentir

Quero que digas o meu nome com paixão
Que me emociones com a tua explosão de prazer
Que me abraces retenhas o meu calor..fique em ti o meu prazer

Quero dar-te o sol..que te ilumina e te aquece
o mar..que te inunda e envolve
loucura..prazer..tranquilidade

Quero dar-te tudo
porque tu...és tudo para mim...
(Cris Anvago)
Peguei num pincel...a tela em branco á minha frente...
fui pintando as minhas emoções...
cores suaves...traços suaves...
pensei em ti...
como se fosses tela...
pintei..apaixonadamente...
cores intensas...traços intensos...
percorri a tela..como se fosse o teu corpo...
larguei o pincel...pintei com os dedos...
era como se sentisse a tua pele...
os meus dedos pintavam o meu desejo por ti...
as cores misturavam.se...vibrantes..coloridas...
era o teu corpo que eu percorria...loucamente...
como se sentisse as tuas vibrações ao meu toque...
estonteante..terminei a tela...
faltava o título...toda a gente quer ver um título...
só pensava numa frase...
o meu amor por ti...
louco...colorido...sem nexo...sem explicação em mim...
apenas sentido..vivido...
o teu corpo..o meu toque..o teu arrepiar...o meu sorriso em ti..
brilhas mais que as cores na tela...
és magia..sedução..encantamento..paixão...
e eu..em ti...sou mais intensa..mais viva...
além da cor..do movimento..existe o som...
os gemidos que se desprendem de nós..
que se soltam..e voam...
os prazeres vividos..sentidos..explosões de cores...
tudo isso amor....
não consegui pintar na tela...
só no teu corpo...
(Cris Anvago)
És o meu lado mais selvagem...
que se solta de mim...e entra em ti...
corro..pulo..danço...salto entre os teus gemidos...
aperto o teu corpo contra o meu...
num abraço onde os corações se beijam...
És ventania...chuva torrencial...
O meu lado selvagem liberta-se...em ti...
Sou tudo o que quiseres...levo-te onde queres...
Até o teu corpo solto...louco...que salta e balança...
soltar um grito de lib...
erdade e êxtase...bem fundo de ti...
continuo...em ti...não quero sair de ti...
geme..sente...sorri...vê as estrelas nos meus olhos...
És..cascata de luz...que me inunda de vida...
(Cris Anvago)

JANTAR ROMÂNTICO...

Não existem velas...
A luz é intensa...
o barulho imenso...
Tudo é Nada...
Só existe..no restaurante barulhento e cheio...
Eu e Tu...
frente a frente...
o meu olhar profundo..em ti...
o som da minha voz...
a luminosidade suave do teu sorriso...
Na sala..para ti...
só existe o brilho do meu olhar...
para mim... só existem os teus gestos suaves...
a tua voz doce...e...
os nossos silêncios..que falam...
Nada mais existe...
só tu..e..eu...
duas taças de vinho branco..fresco...
num brinde a nós..escorre pelas nossas gargantas quentes...
sede...sentimos...do beijo desejado...
saboreamos as nossas palavras...
Tu...e...Eu...
Tudo o que não faz parte da nossas emoções não existe...
O barulho..a confusão..o stress dos empregados..
É Nada para nós...
porque nós...naquele longo momento...
Somos Tudo...
Naquele lugar confuso..a tranquilidade dos nossos sentires...
O nosso jantar romântico..existiu...
porque eu só a ti te via..
e tu..só a mim me sentias...
meu amor..
(Cris Anvago)


QUANDO TE VEJO

Os meus olhos brilham mais que a lua...
o meu sorriso..mais luminoso que o sol...
o meu corpo é Verão..que queima...

O teu corpo é mar...onde mergulho...
os teus gemidos...paixão em mim..que cresce..
o meu corpo transforma-se..no teu...
abraço-te..suavemente...
beijo-te intensamente...

acendes a loucura que existe em mim...
danço no teu mar....
em oceano te transformas...
meu amor..
(Cris Anvago)

NAVEGAR...EM AMOR

És agua e sal..porque és mar...
que me inunda...que me abraça e envolve...
ondas de desejo..paixão..prazer...
a tua voz..que me faz voar sobre o mar...
alcanço o céu azul..através dos teus olhos...
navego-te...mergulho...vejo-te por dentro...sinto-te fora...
fora de mim fico...quando estou contigo..sem razão... 

só te sinto...quero dar-te prazeres infinitos...
que vejas as estrelas brilhantes...
que brilhes para mim...
que o teu coração cante para mim...
que o teu corpo dance com o meu..
doces flores brotam do teu corpo...
toque de seda...
grito de prazer...que mergulha em mim...
suspiro que se solta de mim..
mar..melodia..onda...sou eu...
em ti...
(Cris Anvago)
 
 

sábado, 1 de setembro de 2012

És oceano infinito...
onde não me canso de navegar...
Sol que nasce em mim...
sol que brilha no teu doce olhar...
danço com os meus dedos no teu corpo...
transformas-te em arco-iris..multicolor...sobre mim...
nuvem que me acaricia...nos lençois brancos..onde os nossos corpos se espreguiçam...
loucura de sentires...loucura de emoções...
gritos..sussuros..cheiros..explosões de prazer...
acreditar que o tempo pára...e nós rodamos...
como ponteiros imagnários..nos nossos corpos suados...
sorisos apaixonados...ternura...amor...
oceano infinito...
em nós...
(Cris Anvago)
 
 
 
Vibras no meu coração...
voas na minha alma...
queimas o meu corpo..com os teus beijos...
seguro-te com suavidade...
vives nos meus sonhos...amas-me na minha realidade...
abraço-te...fico aninhada no teu forte abraço...
a minha lingua..na tua orelha...
tremes...
sinto o bater do teu coração...
a minha alma é uma pomba branca...
que voa..no céu azul...
as minhas mãos estrelas..que te envolvem...
desejam...brilham..em ti...
vivo-te..sinto-te...fico eternamente em ti...
o meu desejo envolve o teu corpo...
gestos suaves..toques loucos...ardentes...
em ti...profundamente...
músculos que estremecem...
momentos longos..gemidos..rodopiamos...
pétalas de rosas em ti...
em cada pétala..uma frase de amor...
em cada gesto...uma declaração...
em cada silêncio...eu..inteira..em ti...
amar-te..de novo...
(Cris Anvago)


 
Os meus dedos dedilharam o teu corpo..
violino és...os sons saíram de ti..melodia suave...frenética...
quente..o meu corpo colado ao teu..
senti..o teu estremecer..
a minha lingua..na tua..dançou..abraçou..beijou..
os teus lábios nos meus...notas musicais suaves...
nossos movimentos...cada vez mais rápidos...
segurei-te pela cintura...rodopiei contigo...
e..o gemido..o sussurro..o grito..do violino.. 
o meu sabor..misturado com o teu...
na nossa dança...
o arquear do teu corpo...
ondulações musicais...
tango..em nós...
explosão...grito...alegria..sorriso..
o teu corpo deitado..suado..ao lado do meu..
continuei a dedilhar-te..a beijar-te...
a admirar...a tua beleza...emoção em mim..
olhos brilhantes em ti...
não fales amor..sente-me...
dança...
ama-me..
estou em ti..
(Cris Anvago)
 
 
Fala...meu coração...
através dos meus olhos que brilham...
do meu toque que arrepia...
fala..meu coração...
transmite os meus desejos...
fala através do meu abraço forte..tudo o que sinto...
através do beijo suave...a minha paixão...
fala..através da minha lingua...a dança do amor...
meu coração...fica dentro do meu amor...
vibra...arrepia...dança...balança...intensamente...
fala suavemente..e intensamente...meu coração...
em palavras..toques..magia...
fala...sussura...
diz..meu coração..tudo o que sinto...
(Cris Anvago)
 
 

Simone e Ivans Lins - Vitoriosa

Por vezes..confusão...vento...noite escura em mim...
busco a tranquilidade...a paz...
sinto..o luar...o brilho das estrelas...
brilho nos teus olhos...
sol...que me queima de desejo...
mar que me acolhe...
aconchegas-me..num abraço terno..eterno...
sinto..céu azul...brisa...beijos soltos..suaves...
as minhas mãos soltam-se..em ti...navegam..voam...
o teu corpo..o meu mar... 
sal..desejo..que me acolhe...recolhe...ama...
sinto-me leve..onda revolta..corpo em desalinho...
desenho-te..vivo-te..és cor..és foto em movimento..
na minha retina...que só a ti te vê...
porque te fotografei..e guardei-te no meu olhar...
e..vejo-te..e..mais te desejo...
e é com a minha lingua..que te pinto...
no teu corpo nu..que me chama..
mel..que saboreio..morango..
dá-me o teu prazer..gemido..sentido...
quero ouvir-te..gritar o meu nome..em segredo..
seres tu..em mim...amor...
(Cris Anvago)