quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Olho pela janela
rua deserta
nevoeiro
ninguém
tristeza..

Fecho os olhos
o teu olhar luminoso
o teu sorriso
alegria..
(Cris Anvago)