sábado, 1 de setembro de 2012

Os meus dedos dedilharam o teu corpo..
violino és...os sons saíram de ti..melodia suave...frenética...
quente..o meu corpo colado ao teu..
senti..o teu estremecer..
a minha lingua..na tua..dançou..abraçou..beijou..
os teus lábios nos meus...notas musicais suaves...
nossos movimentos...cada vez mais rápidos...
segurei-te pela cintura...rodopiei contigo...
e..o gemido..o sussurro..o grito..do violino.. 
o meu sabor..misturado com o teu...
na nossa dança...
o arquear do teu corpo...
ondulações musicais...
tango..em nós...
explosão...grito...alegria..sorriso..
o teu corpo deitado..suado..ao lado do meu..
continuei a dedilhar-te..a beijar-te...
a admirar...a tua beleza...emoção em mim..
olhos brilhantes em ti...
não fales amor..sente-me...
dança...
ama-me..
estou em ti..
(Cris Anvago)