quinta-feira, 6 de setembro de 2012

JANTAR ROMÂNTICO...

Não existem velas...
A luz é intensa...
o barulho imenso...
Tudo é Nada...
Só existe..no restaurante barulhento e cheio...
Eu e Tu...
frente a frente...
o meu olhar profundo..em ti...
o som da minha voz...
a luminosidade suave do teu sorriso...
Na sala..para ti...
só existe o brilho do meu olhar...
para mim... só existem os teus gestos suaves...
a tua voz doce...e...
os nossos silêncios..que falam...
Nada mais existe...
só tu..e..eu...
duas taças de vinho branco..fresco...
num brinde a nós..escorre pelas nossas gargantas quentes...
sede...sentimos...do beijo desejado...
saboreamos as nossas palavras...
Tu...e...Eu...
Tudo o que não faz parte da nossas emoções não existe...
O barulho..a confusão..o stress dos empregados..
É Nada para nós...
porque nós...naquele longo momento...
Somos Tudo...
Naquele lugar confuso..a tranquilidade dos nossos sentires...
O nosso jantar romântico..existiu...
porque eu só a ti te via..
e tu..só a mim me sentias...
meu amor..
(Cris Anvago)