sábado, 28 de julho de 2012

Quando o meu corpo..
desliza em ti...
quando os nossos beijos são intensos...
e as nossas linguas tremem de prazer...
os nossos joelhos estremecem...
quando sabes a frutos silvestres...
deito-me na nuvem macia do teu corpo...
és o meu céu azul...
voamos..corpos entrelaçados..até ao infinito...
onde enlouquecemos...de desejo...
...
mergulhamos os nossos corpos em paixão...
e no infinito do nosso amor..
ficamos..ofegantes...
estrelas brilhantes somos...
vem comigo...
até ao infinito..de nós...
(Cris Anvago)