domingo, 12 de julho de 2015

    Se as minhas lágrimas rolarem
    Acarinha-me
    Lambe o sal que fica na minha pele
    Se os meus sorrisos
    Se transformarem em gargalhadas...
    Ri comigo como se estivesses numa montanha russa
    Se os meus lábios beijarem os teus
    Oferece-me os teus desejos
    Serão nossos…
    (Cris Anvago)