domingo, 28 de julho de 2013

Debaixo do edredon
Dois corpos que se beijam
Dois corações que se desejam
Paixões entrelaçadas
Loucuras que se vivem
No edredon que desaparece
Corpos que se revelam
No fogo que os ilumina
Brilhante é a noite
Quente é o amor
Dedos que passeiam
Línguas que se saboreiam
Amor que se renova
Nos gestos
Olhares
Explosões de alegria!
(Cris Anvago)