domingo, 28 de julho de 2013

Admiro a beleza de um entardecer
Quando o sol se esconde devagarinho
Depois de escaldar os corpos
Nesse momento
Escondo-me nos teus recantos
Afago o teu fogo
Admiro o sol que permanece em ti
Brilham os meus olhos
Que dançam no teu olhar
Sentes-me?
Fico feliz se te sinto vibrar!
(Cris Anvago)