quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Os mamilos passeiam
Pela língua quente e húmida
Corpo que escalda
Pele nua
Febre de verão
Seda na palma da mão
Dedos que tocam
Na mais bela melodia
Olhares que se revoltam
Em ondas de prazer...

Ondas de espuma alva e macia
Que se espreguiçam na areia
Suave e fina
Amor que começa na noite
E se prolonga de dia
Seres que se completam
Amor que se festeja
Sorrisos, carinhos...
Alegria!
(Cris Anvago)