quarta-feira, 16 de maio de 2012

Rasguei o silêncio...murmurei o teu nome...
Rasguei a tua roupa...beijei o teu corpo...
Rasguei o vento...entrei em ti..
Rasguei a folha em branco...a inspiração fugiu..
Mas tu..ficaste...e eu inspirei-me em ti...
(Cris Anvago)