quinta-feira, 16 de maio de 2013

As emoções não se medem
Os sentimentos não se pesam
Amor
Solidão
Saudade
Só se sentem
No corpo, coração, olhar
De quem sente...

Emoções confundem-se
Chora-se de amor
Chora-se de dor

Não se vê o que o outro sente
O riso pode ser alegria
Ou disfarçar uma tristeza
As emoções são complicadas
Individuais
Não se podem medir

Quantas vezes um olhar
Que parece de ódio
É um olhar de solidão
De pena de nós
De sofrimento...

Um rosto sem expressão
E não sabemos
O que está a sentir essa pessoa
Um olhar no vazio
Saudade? Preocupação?
Amor? Recordação?

Emoções e sentimentos
Infinitos
Nas mentes humanas
O coração sente
Mas nem sempre se vê

Frieza pode ser saudade
Dor...preocupação...

As emoções não se medem
Os sentimentos não se pesam

O que sentimos...
Nem sempre se vê...
O que falamos
Nem sempre é o que queremos dizer

Somos complexos demais
Ás vezes até para nós próprios...
(Cris Anvago)

Foto: Please share this album © Nikita Ruzanov
http://facebook.com/ArtPics.tv