terça-feira, 27 de agosto de 2013

No dorso de um cavalo alado
Voei pelas margens do teu corpo
Desci suavemente pela tua realidade
Mergulhei no mar revolto
Do teu corpo rebelde
Na brisa dos teus gemidos
Descobri os teus prazeres
Percorri as dunas da tua pele
Na praia imensa do amor
(Cris Anvago)