terça-feira, 27 de agosto de 2013

MAGIA

Mágico será sempre o jantar, onde os nossos olhos se comunicam enquanto os nossos lábios ficam em silêncio.

O barulho que existe no restaurante não incomoda, não existe!

Os nossos sentires estão em nós, os meus ouvidos apurados só filtram o som da tua meiga voz.
Em qualquer ambiente existe romantismo, porque tu estás perto de mim, não existe problema, não existe tabu, nada resiste no nosso tempo, no tempo em que o meu coração do teu se enamora.

 Chuva, vento, trovoada, nada se compara ao mundo que construímos dentro do espaço onde estamos.
O mundo somos nós, a beleza está nos metros quadrados onde estamos. Temos o sol, a lua e as estrelas que iluminam o nosso amor.


 O néctar que bebo é o teu, o odor que paira no ar é o nosso.

É noite!
Uma noite qualquer, que importam as horas, o nosso amor é infinito, as minhas mãos pelo teu corpo demoram, passa no espaço do tempo em que os minha língua sôfrega te devora.

Não quero o mundo real!
Só preciso do mundo que construímos, tu e eu, onde os nossos corpos cansados, continuam unidos. eternos e enamorados.

Magia, sempre existe, enquanto nós existirmos!

 (Cris Anvago)