sábado, 5 de dezembro de 2015

Não é poeta quem escreve
Mas quem, por magia
Coloca tristeza ou alegria
Nas palavras que se soltam
Veste as palavras de emoção
Sorriso e paixão
Sem possui-las
Pede-as emprestadas aos gestos
Que acarinham o leitor
Envolto na sua existência
Confunde-se com a essência
Que as palavras tentaram esconder
Revela sem intensão
A sua alma!
O seu sonho e viver!

Cris Anvago