terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O RELÓGIO NÃO PÁRA...

Abraço-te..
e o relógio não pára..
beijo-te...
e os ponteiros teimam em andar..
mais rápidos que as nossas carícias..
gostava que o relógio parasse..
mas não pára..corre..
e o tic tac..
só para nos provocar..
quero amar-te sem horas...
ignoro-o..e amo-te..
beijo-te..
não existem segundos..
nem minutos..
nem horas..
nada..
sorrimos..
agora só oiço o bater dos nossos corações..
as nossas respirações ofegantes..
 amamo-nos..
devagar..
demoradamente...
e continuamos..
nasceu o sol..
apareceu a lua..
e o nosso amor continua...
temos todo o tempo..minha paixão..
só para nós..
e fico..sem tempo..
no tempo..em ti...
(Cris Anvago)