segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Quando o calor do teu corpo..
invade o meu...
o nosso amar é febril..
é um desejo que não termina...
é um amar..que não acaba..
quando o teu e o meu calor se misturam...
os nossos corpos balançam
na dança descompassada do amar
e do querer..
queremos mais..
amamos mais..
desejamos mais..
quero-te..
tenho-te..
sou tua..
inteira..
o meu corpo vestido das tuas caricias..
é teu..
o teu corpo onde as minhas mãos navegam é meu..
naquele momento..
pertencemo-nos...
no momento de amor somos um corpo..
um beijo..
um desejo...
uma alma..
um coração...
meu amor..
 
(Cris Anvago)