domingo, 18 de novembro de 2012


Como posso existir...
Sem o teu olhar quente
O teu sabor...o teu cheiro
Fazes parte do meu corpo de fogo
Tocar-te e sentir-te vibrar
Dançar em cima de uma nuvem
Macia como a tua pele
Existes em mim
Sabes os meus silêncios
Quando te amo
E os meus dedos passeiam por ti
Dançam em ti
Alegria...paixão...melodia
Melodia do teu orgasmo que ilumina o teu corpo
Luz que entra em mim
Sem sofrimento...Amo-te..
Sou eu em ti...
És oceano pulsante em mim..
(Cris Anvago)