domingo, 25 de novembro de 2012

Gosto de escrever o que sinto...amo...sonho...vivo...
Mas amo em silêncio
Deixo os meus olhos e o meu corpo falarem por mim
Escrevo no silêncio do nosso amor
Não preciso de palavras
Demonstro por carícias...gestos...intensidades
Tudo o que sinto
Tremes...gemes...explodes...
Não preciso de palavras
Só navegar em ti
Sentir-te...desejar-te...amar-te...
Suavemente e Intensamente
Sou feita de sentires
Sentires-me em ti
Corpo...boca...coração...
(Cris Anvago)