sábado, 17 de novembro de 2012

TENHO SEMPRE TEMPO

Tenho sempre tempo...

Para ficar quieta a olhar para ti
Tentar decifrar o teu olhar
Entrar dentro dele...e navegar...
Perder-me na tua pele
Beijar o teu pensamento mais secreto
Acariciar-te...viver-te...num sonho...
Que sendo realidade fica incompleto
Porque mágico seria amar-te sem tempo
Despreocupada...tranquila...
Sem pensar...só olhar-te...amar-te...
Num templo onde o nosso amor eterno
Vive e renasce...sem horas...
Porque eu nascia em ti
E tu vivias em mim
Jardim multicolor repleto de vida
De orgasmos intensos num mar sem fim
Oceano...Céu...Estrelas...Sol...
Osmose de sensações
De mim...Em Ti...
(Cris Anvago)