sábado, 3 de novembro de 2012

Quero tirar suavemente
Tudo o que trazes vestido
Nada faz parte de ti...

Quero repousar no teu corpo
Despido de tudo
Dançar na tua pele
Brincar nas tuas curvas
Deslizar pela tua imaginação
Beijar-te...desejar-te...rodar..
 
Até me sentires em ti intensamente
Eu faço parte de ti !
(Cris Anvago)