sexta-feira, 1 de junho de 2012

E quando vejo teu corpo vestido de nada...
pele seda...á minha frente...
estou a admirar a mais bela tela
pintada por um ser superior..
autêntica...viva...sensual...
quero acariciar a tua pele...
sentir o meu corpo arrepiar...
com o calor e desejo que transborda de ti...
A tua paixão invade os meus poros..
enlouquece-me de prazer...
meu amor...
(Cris Anvago)