terça-feira, 5 de novembro de 2013

Entrelacei as minhas coxas nas tuas...e da noite nasceu o dia...dançámos...na música frenética que dos nossos corpos se soltava...voámos sem asas...cresceu o desejo...as pétalas da paixão abriram-se...entrelacei as minhas coxas nas tuas...recomeçámos a nossa melodia...(Cris Anvago)