sábado, 28 de maio de 2016

A LUA NÃO EXISTE NA NOITE TRISTE

Se perguntarem por mim
Fui ver a lua
Mas não a vi…
O nevoeiro escondeu-a de mim…
A esperança está na pele
Na viagem que fazemos
Mas a lua não aparece
E as sombras não existem
Nas estradas escuras
Mãos cansadas de não se tocarem
Olhos tristes por não se verem
Vozes mudas que não se encontram
A noite acontece e a lua não aparece
Esqueço-me do tempo
No tempo que perdi
Que perco
Não desperto
Durmo na noite sem lua…
Nem sei se estou aqui…
Perdi-me no tempo
Sem tempo para mim…

Cris Anvago