sábado, 28 de maio de 2016

SOBREVIVER!

Sobreviver
É entristecer a cada dia que passa
Não sonhar
Ter dificuldade em levantar
A luz ferir o olhar
A depressão que quer apoderar-se do corpo
Depois da mente dominar

Sobreviver
É caminhar entre o cinzento e o preto
Um suspiro ser um lamento
Ser sempre outono
Em que as lágrimas caem como folhas
Sem cor e sem força
Que só se deslocam se existir vento

Sobreviver é…
Morrer devagarinho...
Sem Sol nem carinho...

Cris Anvago