sábado, 28 de maio de 2016

Quero sempre tudo
O pouco não me basta
O pouco é tão pequenino
Para pequena já basto eu!
Quero o muito de tudo o que me rodeia
Sol, mar, lua, rio…
E que as estrelas não deixam de brilhar
Quero o tudo
Mas o tudo com todos os pormenores
Com todas as cores e todo o sentir!
Eu visto-me de tudo
De tudo o que me possas oferecer!

Cris Anvago