sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Abro a minha janela
Para que a brisa me traga um beijo teu
Abro a minha cama
Para o teu corpo saber
Como encontrar o meu
Se encontrares o caminho
Serei o teu querer
Serei calor...ternura...
Lençol branco de seda
Bordado de carinho
Onde dois corpos se entrelaçam
amam...estremecem...
E o sol brilhará na cama
Onde antes esperava ansioso
Um coração em silêncio...sózinho
Cris Anvago