sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Junto a uma lareira
Os nossos corpos quentes
Deitados sobre as almofadas
Um morango na minha boca
Vermelho onde a minha língua se delicia
Mordo e acaricio
Como se fosse uma parte de ti
Bebo o espumante gelado
Que provaste e me dás
Aquece ainda mais o meu desejo
Chocolate quente derrete
No teu corpo escorrega
Provo-te...bebo-te...
Junto á lareira
Nossos corpos nus
Confundem-se nas almofadas
Fogo em nós...
Cris Anvago