sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Sou fantasia e realidade
Melodia e som desafinado
Palavra e silêncio
Montanha e mar
Sou o teu coração e o meu
sou calma e em ti estremeço 
Sou suave e intensa
Amo-te e sempre recomeço
E quando o galo alegremente canta
Ainda os meus lábios nos teus
E o meu corpo sem pressa
Deitado em ti se levanta
Para amar-te mais uma vez
E o teu corpo mais uma vez canta
Acompanhado pelo meu
Cris Anvago