sábado, 9 de março de 2013

Infinitos os meus pensamentos
Que se recolhem no escuro da noite
Adormecem em mim
Não me deixam descansar
Exaltam o meu cérebro cansado
De tento pensar
Onde as palavras já se atropelam
Espremem-se umas contra as outras
Querendo ocupar todo o lugar
Palavras que me incomodam
Em sentimentos que me magoam
Infinitos os meus pensamentos
Que gritam no escuro da noite
(Cris Anvago)