sábado, 16 de março de 2013

O SILÊNCIO NEM SEMPRE É DE OURO...

O silêncio
Também pode ser de chumbo...
Pesado
Doloroso
Que nos deixa instáveis
Desconfortáveis
Infelizes

O silêncio
Aquele que nada diz
Não existe olhar
Não existe toque
É vazio em tudo

O silêncio que nos atormenta
Que não sabemos o porquê
Que faz os nossos dias angustiantes
E as nossas noites 
Inquietas e tristes

O silêncio
Que nos faz chorar
Sem saber bem porquê
Só sabemos que nos sentimos infelizes
Precisamos da palavra que não existe
Da voz
Do olhar
Do abraço
Só sentimos que somos ignoradas
E dói...magoa...
Como uma faca espetada em nós
Dor que persiste em ficar...
O silêncio
Também pode ser péssimo...
Pesado e escuro...
(Cris Anvago)