sábado, 23 de março de 2013

Quando as gotas de chuva


deslizarem pelo teu rosto

Lentamente descerem pelo teu corpo

São os meus dedos

Que te afagam

Quentes...e suaves...

(Cris Anvago)