domingo, 15 de fevereiro de 2015

O SENTIR NAS PALAVRAS

    Se lês e sentes o que lês fazes parte da história
    Ou, é a tua história, a que nunca conseguiste contar
    Os sentimentos que nunca conseguiste descrever...
    Os momentos que já passaste e agora recordas.
    Se lês e te identificas com o que lês
    És tu que estás ali
    O pensamento que não revelaste, que guardaste só para ti.
    Se lês e sentes
    O que lês é para ti
    Sobre ti
    Para que vivas
    Sintas e te emociones
    Recordes e sonhes
    Se o que escrevo é o que sentes, sonhas, vives, queres
    Se te emocionas e gostas
    Posso considerar-me uma pessoa feliz pela felicidade que sentes
    Escrevo para que sintas…
    Só assim poderão as minhas palavras existir
    Cheias de emoção que emocionam o coração de quem me lê e sente!
    (Cris Anvago)