segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Sempre há
Um sorriso que nos alimenta a alma
Um beijo que nos desperta
Um abraço que nos aperta e acalma
A Emoção tem asas...

Para voar na noite inquieta
Quero viver-te e amar-te
Silenciar o teu grito
Num prazer maior que o mar
Mostrar-te por um momento
O infinito que existe no gesto
Agarrar o segundo no teu corpo
Deixar o relógio parar
Sempre há
O amor em nós
Intenso e profundo
O nosso mundo!
(Cris Anvago)