terça-feira, 27 de março de 2012

As minhas mãos..voam...

aparentemente sem rumo..no teu corpo..

escuto atentamente a tua respiração...

quando te oiço murmurar...gemer..ofegar...

as minhas mãos..encontraram o rumo certo...

e a minha língua...afaga o teu prazer...

...meu prazer...

de te amar...

(Cris Anvago)