domingo, 19 de janeiro de 2014

As palavras que escrevi no papel
Esvoaçaram nas asas de uma gaivota
Fiquei só, com uma folha em branco nas minhas mãos
Gritei para a gaivota: Leva também o meu beijo para quem levas as palavras, o desejo, a paixão! E não as percas!
Que o amor as receba, serenamente e leia
Que me sinta na brisa do vento
Que me ame até em pensamento
O corpo vibra
O coração ama
Até o vento pode transportar a minha enorme chama ...
(Cris Anvago)