segunda-feira, 6 de abril de 2015

    Nas margens do teu corpo
    Descanso
    Sonho e tremo de paixão
    Sou onda e verão
    Calma e ventania...
    Sou o que penso e queria ser
    E sou!
    Em ti sou tudo o que imagino
    Desnudo os meus sonhos
    Para que entres neles
    Voamos no prazer de amar
    Ser e ficar na paixão
    Loucura
    Verão em pleno inverno
    Sangue que ferve
    Nas veias que pulsam por ti
    Gosto-te
    Amo-te
    És o mundo que quero para mim!
    (Cris Anvago)