domingo, 28 de outubro de 2012

Fugiste de mim
Sabes que por detrás da montanha não te vejo
Mergulhaste devagarinho no mar
E desapareceste sem um último olhar
Dizem-me que amanhã não voltas
Que será vã a minha espera
Mas sei que virás
És Sol e vais nascer para mim
Sou mar e vou esperar por ti
Aqueces-me e fazes-me brilhar 
SOL...quente...maravilhoso
que me faz brilhar todos os dias
Espero-te amanhã
A sorrir para mim
Sei que virás !
(Cris Anvago)