sábado, 13 de outubro de 2012


Quero amar-te
dentro das palavras de um poema que não rima
Beijar os teus silêncios
Acarinhar o teu corpo...passear pela tua pele....
Gestos que te incendeiam
Que iluminam o teu olhar
Quero amar-te
sem pressa....
Murmurar-te palavras que te façam tremer
segurar as tuas nádegas e puxar-te para mim
Sentir o teu corpo curvar-se de desejos
Quero amar-te
Intensamente...
Sentir-te em mim
E ao mesmo tempo
Os nossos corpos ficarem iluminados
de orgasmos intensos e demorados
que nos façam querer mais...
Quero amar-te
e para isso não preciso de palavras nem rimas
Apenas a minha boca..os meus seios..os meus dedos..
a minha lingua..a minha loucura..a minha sede de ti...
Ser Eu dentro de Ti...
Quero simplesmente...AMAR-TE...
(Cris Anvago)