sábado, 13 de outubro de 2012

No escuro da noite...

Peguei no brilho do teu olhar
E pendurei com pequenos fios invisiveis
Apareceram as estrelas

Suavemente peguei no teu sorriso
Ficou a Lua
Quarto crescente...
Peguei no lençol que te tapava
Fiz as nuvens

Amei o teu corpo iluminado
E...Fez-se dia...
(Cris Anvago)