segunda-feira, 30 de março de 2015

    Letras soltas
    Esvoaçam pela minha imaginação
    Tentando formar palavras com nexo
    Nesta minha inquietude
    Esvoaçam sentimentos livres...
    Silêncios de amor
    E as letras tentam unir-se em palavras
    Que sejam capazes de descrever
    As minhas emoções
    Os meus sentires
    Que não são decifráveis em palavras
    Porque são gestos
    Carinhos
    Toques
    As palavras escrevem-se
    Modificam-se
    Apagam-se
    As emoções perduram
    O amor é ilimitado
    Não se consegue explicar
    Só pode ser sentido...vivido...
    Como descrevê-lo
    Em simples palavras
    Onde apenas as letras se encontram?
    (Cris Anvago)