domingo, 29 de março de 2015

    Na noite vazia de chuva
    O meu corpo é rio no teu mar
    Doce e salgado
    Harmonia nos suspiros
    Que se soltam no eco da escuridão...
    Sou sol no inverno
    És chuva no Verão
    (Cris Anvago)