quinta-feira, 19 de março de 2015

    Não me perguntes
    A razão do meu amor por ti
    O meu coração não sabe explicar
    Só bate descompassado
    Quando está perto de ti...
    No amor não existe razão
    É o sentir, a intuição
    Arrepia a pele
    O desejo é vulcão
    Tudo aguenta o coração
    E sorri na felicidade do abraço
    Brinca na emoção
    No sentir e no querer estar
    Sempre perto
    Manda na imaginação
    No pensamento
    O coração é soberano no amor!
    Amo-te sem explicação
    No beijo intenso
    Onde dança o corpo
    Viaja a mente
    Amo-te assim
    Simples e sem complicação
    Perto, distante
    Sempre!
    (Cris Anvago)