domingo, 1 de março de 2015

    Se és um cavalo selvagem
    Não te deixes dominar
    Galopa pela estrada de vida
    Deixa que o vento seja teu companheiro
    Galopa na praia...
    Sem regras e sem tempo
    Se és um cavalo selvagem
    Aproveita o que a natureza te oferece
    Conta só contigo e luta por ti
    Selvagem serás só de nome
    Serás um cavalo em liberdade
    Sensível e com os instintos apurados
    Sem rédeas
    Sem dono
    Serás tu mesmo
    E o teu instinto te dirá o que é melhor para ti!
    (Cris Anvago)