segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Nos labirintos da minha plenitude existe sempre uma saída do meu amor por ti.
Deixo fluir o meu desejo num abraço apertado, acaricio o teu mar e perco-me no teu beijo molhado.
Nos labirintos existentes em mim, sempre existe uma saída, uma luz que me leva a ti!
(Cris Anvago)