segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Pintei os meus silêncios
As cores misturaram-se
Com os tons dos meus gritos
Rasguei as minhas palavras
Vou começar um novo livro
Onde os silêncios navegam
E os prazeres são os gritos
Abafados pelos beijos de quem me ama...
Vou colorir o teu corpo na tela do desejo, sem hora e sem lei...
(Cris Anvago)