quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Pedaços da minha dor
Resvalam entre os meus olhos
Descem por mim
Em lágrimas salgadas
Onde a tristeza se transforma em mar
Pedaços da minha dor
Que toma conta de mim
Sem piedade
Inunda o meu corpo desfalecido
Que outrora foi tempestade...

Pedaços de dor
Que tento afastar
Mas que dolorosamente
Teimam em ficar...
(Cris Anvago)