segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Quando a noite me veste de ternura
As estrelas dançam no meu corpo
Sou céu, sou loucura...
Sinto as tuas mãos, nuvens macias
Na minha pele quente que sempre anseia
Pelas tuas carícias...
Sou brisa, sou vento, grão de areia que sobrevoa o mar
Sou pequena mas tão cheia de sol
Tão completa por te amar...
(Cris Anvago)