terça-feira, 4 de março de 2014

Corpo de estrelas iluminado
A lua na minha mão
Descansas o corpo deitado
Que me excita a razão
O meu corpo dança tanto
Sem nexo e com fervor
Nos olhos o teu encanto
De paixão e amor
Nos meus lábios que navegam
No vendaval e tempestade...
Nos teus gemidos que chegam
Gritam amor e felicidade!
(Cris Anvago)